Tanto queria ter que o quanto de tudo que esperava

Não ser

Mal sabia que ia anteceder

O novo-fim do próprio modo de viver.

Te quero tão longe

Quanto

Aquela nuvem cinza

Naquele

Céu marinho atrás dela.

Ainda posso as ver daqui;

Amanhã quem sabe outras?

Quem sabe nada?

Todo mundo que não sabe de nada mal sabe que toda base de lata maltrata a superfície pra baixo.

Sangue frio

Suave

Tinto

De mesa

Por favor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: