Arquivo mensal: outubro 2014

Fluindo de um contexto pra outro
Não denuncio o terror que me esmaga o crânio
Eu queria ser
Do lado esquerdo de cada olho
Um pingo de chuva que cai
Anunciando uma tempestade
Mas eu sou
A falsa garoa
Que vem mesmo
Só pra gelar os pés.