Arquivo mensal: maio 2014

Nunca foi

Foi se espiar pelo lado de fora e não se reconheceu.

Inventou de virar ausência e

ainda vivendo

parou de ser.

Quem sabe se enquanto ainda fosse parasse então de viver?

Acabaria logo com o essa falta de saber

reconhecer o que é ser

parando de sobreviver.